Nossas primeiras impressões da Casa Cor Goiás 2018

Nossas primeiras impressões da Casa Cor Goiás 2018
Escrito por Paula Falcão no dia na categoria Cidade

Percorremos os 43 ambientes da Casa Cor Goiás 2018 pela primeira vez na quinta-feira (3/5). A mostra, que está na 22ª edição no Estado, foi aberta ao público no dia seguinte e ocorre até o dia 13 de junho no Órion Business & Health Complex, no Setor Marista, em Goiânia. Assim, a ideia foi testar nossa percepção e filtrar já no primeiro olhar referências que o visitante terá em termos de arquitetura, design e decoração.

Uma constatação é que para se aprofundar nas informações encaixadas em cada ambiente da Casa Cor, gasta-se horas de observação. Bem mais tempo do que demoramos. Fizemos um passeio ritmado. A ansiedade de completar os cinco andares ocupados pela mostra era grande porque queríamos ver novidades em primeira mão e chegar ao topo do mais alto edifício do Brasil (183 m), de onde a vista é exuberante.

A visão de Goiânia pelas janelas, aliás, guiou muitos profissionais na construção da temática do ano: “Casa Viva”. Esta conexão entre interior e exterior propiciará aos visitantes uma experiência única. Vai dar vontade de morar no prédio que terá função comercial e hospitalar. Uma das sensações da Casa Cor Goiás 2018, sem dúvida, será o rooftop (terraço), que abriga o Bar do Céu. Ou seja, é a oportunidade de se divertir apreciando Goiânia.

 

Plantas dentro de casa

Ambiente Experiência Aldeia do Vale tem jardim vertical e vasos com plantas suspensos sobre a mesa | Foto: Paula Falcão

Jardins verticais e numerosos vasos de plantas estão presentes desde a cozinha até a sala de banho da Casa Cor Goiás 2018. No ambiente Experiência Aldeia do Vale, as arquitetas Ednara Braga, Flávia Araújo e Juliana Resende projetaram um lounge, um bar e espaço para refeições. Tem uma parede verde e vasos suspensos. Por isso, as  plantas são essenciais para a ambientação e o visual é impactante.

As varandas apresentavam árvores frutíferas, jardins verticais, flores tropicais. A ideia, aliás,  é que o paisagismo ocupe bastante espaço. Na cozinha, que tal ter uma horta? No ambiente Horta 40, a horta é a estrela. Vegetais e hortaliças ficam ao alcance do cozinheiro. A Sala de Banho apresenta 100 vasos com plantas brasileiras, tudo para reforçar a conexão com a natureza, em um espaço voltado para o relaxamento.

O interior que valoriza a vista  na Casa Cor Goiás 2018

Restaurant, ambiente que recebe o Grá Bistrô, foi projetado pelo arquiteto Leo Romano. Tem sofá gigante e traz expetativa para observar a vista | Foto: Paula Falcão

Além do rooftop da Casa Cor Goiás 2018, a contemplação da vista foi fundamental para a ambientação em outros espaços. O Restaurant, elaborado pelo renomado arquiteto Leo Romano, cria a expectativa de observar uma metrópole cosmopolita com sotaque um tanto francês.

O layout do Grá Bistrô, que será comandando pelo chef Ian Baiocchi, é inspirado nos maiores restaurantes do mundo. A disposição é em “Y” e há um grande e único sofá, que determina a posição dos assentos. É aconchegante.

E que tal um banho de banheira em que você pode observar lá fora? No Strudio Yup, um ambiente inspirado no estilo de vida dos anos 80, a banheira fica bem ao lado da janela. A disposição de espaço  também é interessante. Afinal,  são os níveis de piso que demarcam o layout: living, quarto e banheiro.

Uso de cores em ambientes clean

Studio da Moça traz azul e rosa seco. A ideia é evidenciar estilo de vida Slow Living, escolhendo objetos duráveis e afetivos | Foto: Paula Falcão

Na Casa Cor Goiás 2018 deu de notar como arquitetos e designers elaboram ambientes bem clean, mas com toques de cor. Verde, azul e rosa estão bem presentes nos projetos e ajudam dar mais calor e aconchego à bases brancas e cinzas.

No Studio da Moça, da arquiteta Mariana Mendonça, ela aplica o conceito de Slow Living. Este estilo de vida prega o consumo mais consciente em todos os aspectos do cotidiano. Isto também se aplica à decoração. Assim, uma paleta de cores suaves, como rosas e azuis secos, ajudam a demonstrar a afetividade que se aplica na escolha de cada objeto.

Fotografias, quadros com desenhos delicados e artes nas paredes

Pranchetas fixadas na parede expõe desenhos de maneira original na Pâtisserie Duju | Foto: Paula Falcão

Fotos enquadradas e nos mais diferentes tamanhos ganharam espaço nas paredes da Casa Cor Goiás 2018. Aliás, é uma forma de renovar ambientes com baixo custo, se a imagem for de sua autoria. Os desenhos ganharam espaço e podem ser exibidos de maneira criativa em pranchetas, como na Pâtisserie Duju.

No Studio do Bebê, o desenho delicado e feito livremente deu mais bossa à parede cinza. Origamis e recortes estruturados viraram quadros e adornam o ambiente de maneira criativa. Também é uma ótima referência para os amantes do Do It Yourself (DIY).

Mesinhas laterais voltaram com tudo

Mesinhas laterais deixam ambiente Espera dos Consultórios mais leve e interessante. Objeto se repete em vários espaços da Casa Cor | Foto: Paula Falcão

Vai ser difícil passar pelos ambientes da Casa Cor Goiás 2018 sem notar a presença forte das mesas laterais. Do lado do sofá, da poltrona, fazendo às vezes de criado e em conjunto. É mais corriqueiro encontrá-las no formato redondo. É como se as mesinhas simbolizassem a praticidade. Tudo que você precisa pode ficar bem do seu lado, enquanto está sentado ou deitado, bem confortável.

No ambiente Espera dos Consultórios, as mesas ganham caráter multiuso e a maneira como são dispostas dá certa leveza ao espaço. Em diferentes alturas, apoiarão bebidas, revistas, celulares ou mesmo o computador de quem aproveita a tempo de espera para adiantar alguma tarefa profissional.

 

Casa Cor Goiás 2018

Onde: Órion Business & Health Complex |  Av. Mutirão, nº 2653, Setor Marista – Goiânia

Quando:  De 4 de maio a 13 de junho | De terça-feira a sexta, das 15h às 22h | Sábados, domingo e feriados, de 12h às 22h

Entrada: R$ 25 (meia) | R$ 50 (inteira) | R$ 130 (passaporte para todos os dias)

 

Palavras chave: , , , , , , , , , , , , ,

,