Boca de ouro: a visita a um dos bares secretos de São Paulo

Boca de ouro: a visita a um dos bares secretos de São Paulo
Escrito por Paula Falcão no dia na categoria Cidade

Apontado pela Folha de S. Paulo como o melhor bar da capital paulista em 2015, o Boca de Ouro, no bairro de Pinheiros, parece galgar a sua essência na discrição. O fato de ser pouco badalado constrói todo o charme. É como se a clientela tivesse sido construída no sussurrar de um segredo para entrar em um clube seleto. Isso valoriza e muito o programa. Não há fachada indicativa do lugar na Rua Cônego Eugênio Leite. De repente, você entra em uma casa cinza antiga para amenizar o frio e se depara com um bar.

Um dos drinks aclamados do Boca de Ouro, negroni mistura gim, vermute e Campari. Bebida custa 27 reais

Mal cabem 25 pessoas. Há só uma mesa. E chegamos cedo naquele sábado para assegurá-la, depois de passar a tarde na feira de antiguidades da Praça Benedito Calixto. Quem passa pela porta se amontoa no balcão em busca de drinks bem executados. Algumas pessoas ficam em pé. Outras, já ocuparam as banquetas. No primeiro andar, só há uma mesa de sinuca e o banheiro feminino. Pode não parecer nada demais, descrevendo assim. Mas é que tudo faz tanto sentido de estar ali… e bem daquele jeito.

Fomos guiados pelas indicações de clientes da casa de longa data. “Tem de experimentar o negroni (27 reais).” O clássico com gim, vermute e Campari é considerado pelos nossos anfitriões o melhor da cidade. Sem o paladar habituado à bebida amarga adornada com casca de laranja, cujo resultado é completamente influenciado pela qualidade da mistura, apenas bebericamos. No mais, ficamos na cerveja, ansiosos por provar o que cheirava tão bem na cozinha.

Pessoas se amontoam no balcão para pedir drinks ou para ficar. Há algumas baquetas e apenas uma mesa no bar

No Boca de Ouro, é comum ofertar um petisco do dia. A prática ajuda a renovar o cardápio conciso e permite experimentações ao chef. Mas, famoso mesmo, é o bolovo (12 reais). Este sempre está no menu. Outra vez, pode parecer muito literal para ser exaltado: um salgado feito de ovo envolvido por carne moída? De novo, o encaixe é perfeito. Não à toa é um dos motivos que traz o lugar à memória. Carne suculenta, bom tempero, gema um tanto mole.

Fazer o quê? Eles souberam chegar ao ponto certo em tudo que propuseram.  A sensação, em meio à penumbra, foi de que o lugar vale pelo lugar.  Só restou agradecer a companhia e a indicação.

Boca de Ouro   

Endereço: Rua Cônego Eugênio Leite, 1121 – Pinheiros – São Paulo – SP ver no mapa

Horário: De segunda-feira a quarta-feira, das 18h à 0h; de quinta-feira a sábado, das 18h às 2h.

Facebook: https://www.facebook.com/barbocadeouro

Site: http://bocadeouro.com.br

Telefone: (11) 4371-3933

Você também pode gostar

Palavras chave: , , , , , , , ,

,