Brinda Brasil quer ampliar consumo de vinho em Goiânia

Brinda Brasil quer ampliar consumo de vinho em Goiânia
Escrito por Paula Falcão no dia na categoria Cidade

Nos dias 29 e 30 de novembro, quinta e sexta-feira, os amantes do vinho têm uma ótima oportunidade de testar o paladar e definir preferências. É que a 3ª edição do Brinda Brasil traz a Goiânia 23 vinícolas, que pretendem exaltar a qualidade do vinho nacional. O evento ocorre no Mercure Hotel, no Setor Oeste, das 19h às 23h nos dois dias.

O Brinda Brasil funciona com um salão de degustação. Você compra um passaporte no valor de R$ 75, recebe uma taça já na entrada e pode degustar 50 ml de cada rótulo aberto por vinícolas e adegas. Há sempre água e água de coco.  A comida pode ser cortesia dos estandes para harmonizar ou mesmo comercializada. Pães, doces, queijos e petiscos.

Sommeliers Emília Carvalho e Rodrigo Leitão fazem parte da organização do Brinda Brasil e pretendem ampliar o público consumidor de vinho em Goiânia | Foto: Paula Falcão

Um dos organizadores, o sommelier Rodrigo Leitão, conta que uma coisa legal para o público é testar as possibilidades de harmonização e conversar com os produtores.  “A ideia é ampliar os consumidores de vinho. Em quatro horas, você tem um leque tão grande de produtos que proporciona à pessoa o conhecimento”, afirmou.

Normalmente, os preços praticados durante o Brinda Brasil ficam abaixo do mercado. Isso é bom para o consumidor final e também para quem quer fazer negócios.  Para vinícolas e adegas é a hora do networking.

A quem deseja uma experiência  ainda mais completa, a chef Emília Carvalho foi a responsável pela harmonização  de um jantar com três rótulos de espumantes. Para participar, o investimento extra é de R$ 120.

 

Valorização dos vinhos nacionais

Brinda Brasil busca exaltar qualidade dos rótulos nacionais | Foto: Paula Falcão

Uma das propostas do Brinda Brasil é valorizar os produtos nacionais. O País é uma das referências na produção de espumantes (charmat, feitos em grandes quantidades). Ainda assim,  o consumidor parece ser resistente à produção interna.

Seja por falta de conhecimento ou pelo preço pouco competitivo – e uma das justificativas dos produtores são os impostos- , os rótulos nacionais não desbancam os importados. Em termos de paladar, uma das questões levantadas pela também sommelier Emília Carvalho é o fato  dos vinhos brasileiros serem mais ácidos e leves.

Ela explica que as uvas mais maduras e doces enchem a boca e costumam agradar a quem acaba de enveredar pelo mundo do vinho. Ou seja, justamente o caso dos vinhos chilenos e argentinos.

 

Tem vinho goiano no Brinda Brasil

Espumantes Cazzari foram elaborados pela vinícola My Winery para agradar o paladar goiano | Foto: Paula Falcão

Além de vinícolas do Sul do Brasil, como a Cavegeis – produtora de espumante respeitada do País -, Goiás também será representado. O vinho Muralha, produzido na Serra das Galés, em Paraúna, é um dos rótulos locais.

A distribuidora e vinícola My Winery, de Goiânia, tem já elaborou os espumantes Cazzari e traz uma novidade: o Hunt 01. Com uvas chardonnay e riesling,  o rótulo que será lançado no Brinda Brasil. Ele harmoniza com comidas típicas de goianas,  como pequi e a pamonha!

A My Winery desenvolveu  todas as nuances do vinho pensando no público local e pela vinícola. O plantio e a produção são feitos no Sul.

 

Brinda Brasil Goiânia 2018

Quando: 29 e 30 de novembro – quinta-feira e sexta-feira, das 19h às 23h

Onde: Mercure Hotel Goiânia, Setor Oeste

Ingressos: R$ 75 | A venda na Adega Suíça e na My Winery

Jantar Harmonizado: R$ 120

Informações: (62) 99137-6561 | (61) 98131-7437 | (61) 99829-8087

Palavras chave: , , , , , , ,

,