Conecte-se com o bairro de Campinas por meio de um passeio fotográfico

Conecte-se com o bairro de Campinas por meio de um passeio fotográfico
Escrito por Aproveite a Cidade no dia na categoria Cidade

O bairro de Campinas será o destino de uma saída fotográfica do coletivo Goiânia em Fotos (@goianiaemfotos) neste sábado (19), a partir das 9h.  O propósito é reunir pessoas interessadas por fotografia, arquitetura e pela história da cidade.  No instante de um clique, criar novas conexões com o meio urbano e memórias afetivas. A concentração será na Igreja Matriz de Campinas e o passeio de 2,6 km, a pé, passará por nove pontos marcantes do setor.

Bancos em frente ao coreto da Praça Joaquim Lúcio em Campinas. Local está no roteiro do passeio do Goiânia em fotos | Paula Falcão

A escolha do lugar para a caminhada, que faz parte das comemorações dos três anos do coletivo e que ocorre no Dia Mundial da Fotografia, é simbólica. “Foi pensando em um bairro com grande carga histórica e que fica além da região central de Goiânia”, contou uma das organizadoras do coletivo, Marina Muniz. A ideia é que em 2017 as saídas que privilegiavam a região central, abarquem destinos variados.

No roteiro, estão o Instituto Gustav Ritter, o Colégio Santa Clara, o Ginásio de Esportes, a Praça Joaquim Lúcio, a Biblioteca Cora Coralina, o Mercado de Campinas, a Capela Santo Antônio, o Estádio Antônio Accioly e o Grande Hotel. A atividade em Campinas é gratuita, mas para assegurar a participação é necessário fazer um cadastro online.

Vitrais da Matriz de Campinas permitem belas fotos fechando bem o diafragma da câmera para menor entrada de luz | Carla Falcão

Todos os dispositivos fotográficos são bem-vindos. Não se acanhe. Valem câmeras amadoras, profissionais, analógicas e telefones celulares. Haverá oportunidade de aperfeiçoar conhecimentos técnicos com o fotógrafo e editor do jornal O Popular, Weimer Carvalho. Assim, é possível melhorar o desempenho com o que se tem em mãos.

O urbanista e arquiteto Rodolpho Teixeira, que desenvolveu um roteiro histórico de Campinas voltado para o pedestre (já mostrado pelo Aproveite a cidade), guiará os participantes com informações sobre cada local visitado. Os convidados são sempre pessoas próximas ao coletivo que se encaixam no com o propósito da atividade. “Sempre tivemos um retorno positivo”, afirmou Marina.

O Goiânia em Fotos já registrou o Cemitério Santanna e o Centro Cultural Oscar Niemeyer. No Centro, foram tantas saídas que os membros do projeto já perderam a conta. As imagens do coletivo ajudaram na produção de dois livros, “Ocupa Goiânia 81 Anos” e “Maiores de 21: histórias da gastronomia do centro de Goiânia”. Conversas, oficinas e exposições são outras ações realizadas pelo grupo.

Luzes da Avenida 24 de Outubro, em Campinas. Rua tem trânsito intenso como marca e reserva pontos históricos escondidos sob as fachadas das lojas | Paula Falcão

 

O coletivo

O trabalho do Goiânia em Fotos para sensibilizar o olhar fotográfico das pessoas a partir da apropriação de espaços da cidade começou em 2014, como um projeto de Extensão da Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás (UFG). Em 2015, formou-se o coletivo, que atualmente tem 10 integrantes.

Diariamente, o projeto usa as redes sociais para postar fotografias de qualquer pessoa interessada em compartilhar um pouco da sua percepção sobre a capital. As fotos podem ser enviadas para o e-mail goianiaemfotos@gmail.com.  Basta informar o nome do autor e o bairro em que o registro foi feito.

Flores do Mercado de Campinas sua uma das marcas do estabelecimento, que já foi ponto de distribuição de alimentos do bairro | Paula Falcão

 

Goiânia em Fotos

Instagram: @goianiaemfotos

Facebook: www.facebook.com/goianiaemfotos

Tumblr: www.goianiaemfotos.tumblr.com

Palavras chave: , , , , , ,

,