Bate e volta em Pirenópolis é refresco na rotina do goianiense

Bate e volta em Pirenópolis é refresco na rotina do goianiense
Escrito por Paula Falcão no dia na categoria Cidade

Uma viagem bate e volta para Pirenópolis vai sempre bem para refrescar a rotina. No verão a cidade rodeada por um robusto número de cachoeiras torna-se ainda mais atrativa.  É deixar Goiânia no inicio da manhã e percorrer 130 km de rodovias até a cidade histórica cheia de charme, gastronomia afamada e opções de ecoturismo.

A última vez que o #aproveiteacidade esteve em Piri não pode ser considerada exatamente um bate e volta.  Ficamos hospedados em um hostel pioneiro da cidade e fizemos o feriado render mais um bocadinho.

📍 Pirenópolis Se você já se deparou com essa ponte suspensa na vida já sabe para onde vamos levar você no vídeo da semana! Vamos para as cachoeiras de Piri! Daqui a pouco no nosso canal no Youtube! www.aproveiteacidade.com 📸 Ponte da reserva do Abade , por @paulafelipefalcao #aproveiteacidade #aproveitepiri #Pirenópolis  #CachoeiradoAbade #vivenciecompartilhe

A post shared by Aproveite a cidade (@aproveiteacidade) on

Reserva do Abade

O primeiro dia envolveu um passeio bem tradicional: a reserva do Abade. Além da principal queda d’água de 22 m que dá nome ao local, há as cachoeiras Sossego e Landi.

Belezinha. 🍃 Trilha da Cachoeira do Abade – Pirenópolis (GO). #aproveiteacidade #piri #cerrado

A post shared by Paula Falcão (@paulafelipefalcao) on

Do cento de Pirenópolis até lá são 11 km. Fomos de carro, mas hotéis e pousadas oferecem pacotes de traslado para quem visita a cidade sem veículo próprio.  A estrada do Parque Estadual Serra dos Pireneus é de terra e íngreme. Não demora a chegar à cachoeira do Abade, que abre diariamente, das 9h às 16h.

O local tem banheiros, lanchonete e restaurante.  É uma estrutura de apoio boa, que garante certa comodidade ao visitante.  A entrada custa 30 reais por pessoa e já na entrada você é informado das normas de comportamento. Por engano, escolhemos a trilha mais comprida, em que se conhece todo o complexo. Naquele dia, estávamos um tanto preguiçosos.  Mas, no final das contas, foi bom porque a experiência foi completa.

Abade. 🍃💦 #aproveiteacidade

A post shared by Paula Falcão (@paulafelipefalcao) on

Olhe além! 🍃@cachoeiradoabade #aproveiteacidade

A post shared by Paula Falcão (@paulafelipefalcao) on

Se decidir percorrer os 2,3 km, que inclui a passagem pela famosa ponte suspensa, prefira usar tênis. Será bem mais confortável e seguro. A trilha é toda marcada. Vá no seu ritmo, desfrute a natureza, a vista dos mirantes e leve água.  Dá de fazer pausas para o banho nas duas quedas d’ água menores. O caminho culmina na cachoeira do Abade. E ela é maravilhosa!  Pela trilha menor, são apenas 400 m.

Queda d’água da cachoeira do Abate tem 22 m. O cenário é belíssimo e a água gelada

Saímos de lá no fim da tarde e optamos por um lanche gostoso e econômico.  Na Confeitaria Vitória, no Centro Histórico de Pirenópolis, pedimos empadão e torta de frango.  Depois, subimos a ladeira rumo ao hostel, mas com direito a parada no bar que afirma ter a melhor vista para o pôr do sol da cidade.

Torta de frango da Confeitaria Vitória: é uma delícia e tem preço camarada. Também há tortas doces

Rua do lazer

Depois de um cochilo, encerramos a noite na Rua do Lazer. Uma passadinha por lá não pode deixar de ocorrer.  E o clima é todo intimista, com velas sob as mesas. Em alguns restaurantes há música ao vivo. A variação de preço de pratos mais tradicionais, como a picanha na chapa que escolhemos, não é grande.  Mas há alguns bistrôs mais badalados.

📍Pirenópolis (GO) Pôr do sol de feriado. 💛 O dia 7 de setembro terminou assim na nossa querida Piri. www.aproveiteacidade.com #aproveiteacidade #aproveitepiri #sunset #vivenciecompartilhe

A post shared by Aproveite a cidade (@aproveiteacidade) on

Deliciosa picanha na chapa direto da Rua do Lazer, em Pirenópolis, para lembrar que tem Circuito Gastronômico por lá. 💛 Mas tem coisa bacana demais no final de semana para quem ficar em Goiânia também! 😉 Clique na BIO, que a agenda já está disponível no nosso site! www.aproveiteacidade.com #aproveiteacidade #agenda #fimdesemana #vivenciecompartilhe

A post shared by Aproveite a cidade (@aproveiteacidade) on

Cachoeira Paraíso

No dia seguinte, tomamos café da manhã, arrumamos a mala no carro e partimos para a Cachoeira Paraíso, uma das mais recentes áreas abertas à visitação na região de Pirenópolis.  São 23 km do Centro, pela GO-338, saída para Goianésia. É um passeio bem tranquilo e a queda d’água principal fica a apenas 120 m da sede. O poço de água  cristalina pede um mergulho.

📍Pirenópolis Mais um clique lindo de Piri para darmos tchau para o feriadão! 💛 Em breve, traremos algumas dicas da cidade por aqui. 😉 📸 Cachoeira Paraíso, por @paulafelipefalcao. A queda forma uma belíssima piscina natural de água cristalina. 👉E o detalhe é a tortuosa trilha (contém ironia) de 50m! Simples assim… sem esforço para aproveitar a cachoeira. 🙌www.aproveiteacidade.com #aproveiteacidade #aproveitepiri #cachoeiraparaíso #pirenópolis #vivenciecompartilhe

A post shared by Aproveite a cidade (@aproveiteacidade) on

Um mergulho no paraíso. 💦🍃 Cachoeira Paraíso – Pirenópolis (GO). #aproveiteacidade #cachoeiraparaiso #piri

A post shared by Paula Falcão (@paulafelipefalcao) on

Água cristalina da Cachoeira Paraíso 💛- Pirenópolis (GO) #aproveiteacidade #aproveitepiri

A post shared by Paula Falcão (@paulafelipefalcao) on

O almoço foi por lá mesmo. Feito no fogão a lenha, por 50 reais, o quilo. Comida típica goiana, frango caipira, quiabo, feijão tropeiro, almondega, salada. A oferta é variada e deliciosa. Demos um tempo, iniciamos outras trilhas do complexo da Paraíso, que tem seis piscinas naturais, além  da Cachoeira do Lobo (a 2 km da sede). Não fomos até o final. Aqueles dias já tinham sido incríveis! Foi iniciar o caminho de volta para casa cheio de saudade de Piri. Que bom que é logo ali… e a gente consegue matar a saudade em um novo bate a volta.

Palavras chave: , , , ,

,